Dori constrói Centro de Inovação em Mairinque (SP)

doriFoi lançada nesta terça-feira, 22 de outubro, na cidade de Mairinque, região de Sorocaba, no Estado de São Paulo, a pedra fundamental do novo Centro de Inovação da Dori Alimentos.

O projeto conta com um investimento de R$ 13,6 milhões financiado pela Finep – Financiadora de Estudos e Projetos, em operação intermediada pela Investe SP, agência do Governo do Estado de São Paulo que busca atrair investimentos para o estado e aumentar a competitividade da economia paulista, promovendo a geração de empregos, renda e inovação tecnológica.

O valor total do investimento também será utilizado em outros quatro projetos liderados pela Dori, sendo um projeto de pesquisa e desenvolvimento de cultura de amendoim na renovação de solos em áreas de plantio de canaviais, em parceria com o IAC – Instituto Agronômico de Campinas. Com o Instituto Mauá de Tecnologia, no ABC paulista, a Dori vai desenvolver os outros três projetos, sendo mais um focado na produção de amendoim. Outro projeto vai pesquisar formas de utilização de polímeros plásticos obtidos na transformação de resíduos das embalagens como componente da matéria-prima usada na fabricação de baús para caminhões, visando um produto mais leve, para melhor aproveitamento do espaço de carga e, principalmente, redução dos níveis de emissão de gases que causam o efeito estufa. O terceiro projeto com o Instituto Mauá de Tecnologia ainda não foi divulgado, porém a Dori garante que é revolucionário e terá patente internacional de grande relevância.

Além das parcerias com o IAC e com IMT, a Dori firmou recentemente uma parceria com o Ital – Instituto de Tecnologia de Alimentos, para desenvolver o Projeto Radar Tecnológico. Esse projeto tem como objetivo identificar e acompanhar as tendências e avanços do setor alimentício, visando o crescimento econômico e social através da inovação e desenvolvimento sustentável.

A empresa

A Dori é a empresa brasileira líder do setor de doces e snacks, ficando atrás apenas de empresas multinacionais. A Dori possui atualmente 2.400 funcionários e gera entre 900 e 1000 empregos indiretos. A capacidade produtiva das três unidades fabris hoje existentes – duas em Marília, interior de São Paulo, e outra em Rolândia, no Paraná – é de 9 mil toneladas de produtos/mês.

Meio ambiente

Para preservação do meio ambiente, a Dori instalou na fábrica matriz um sistema de lavagem de gases para caldeiras evitando a poluição do ar. Os resíduos sólidos são tratados antes de serem lançados no esgoto. A empresa possui geradores de energia elétrica, suprindo 100% das suas necessidades, atendendo as emergências e permitindo dispensar totalmente o uso de energia pública nos horários de pico. Na filial de Rolândia, foi implantado recentemente um avançado sistema de tratamento da água utilizada no processo, onde as partículas sólidas são separadas e a água tratada é usada na irrigação de uma área agrícola, onde existe um projeto de reflorestamento de eucaliptos e plantação de feno.

Social tagging:

Deixar uma resposta